MATERIAIS DIVERSOS » SOBRE

LOGO MD

Materiais Diversos é uma associação cultural sem fins lucrativos que incentiva a investigação e experimentação artísticas. Tem como missão atrair e sensibilizar múltiplos públicos para as artes performativas, com especial enfoque na dança contemporânea.

Apoia a criação e a difusão de projetos associados, programa e promove em parceria com vários municípios do país espetáculos, ações de formação e de mediação, residências artísticas e técnicas.

Organiza o Festival Materiais Diversos, um projeto pioneiro na promoção do acesso à criação e descentralização artística, que desde 2009 leva a populações e palcos fora dos grandes centros urbanos uma seleção cuidada de projetos nas áreas da dança, teatro e música, assinados por jovens criadores e artistas consagrados, portugueses e estrangeiros.

A Associação Materiais Diversos integra a REDE – Associação de Estruturas para a Dança Contemporânea nacional e é uma estrutura financiada pelo Ministério da Cultura / Direção-geral das Artes, e pelos municípios de Alcanena e Cartaxo.

 

Eixos de atuação:

 

1 | Projetos Associados

Materiais Diversos investe numa equipa fixa profissionalizada que cobre a produção, prospeção, difusão, comunicação, relações públicas e administração dos projetos associados dos artistas Filipa Francisco e Marcelo Evelin.

 

2 | Festival Materiais Diversos

Cumprindo em 2017 a sua nona edição, o Festival Materiais Diversos catapultou uma região com pouca actividade artística profissional para o mapa cultural do país e do mundo, contribuindo para o desenvolvimento cultural, social e económico da região, em parceria com a comunidade local. Somando 100 dias de programação, 790 artistas e perto de 53.000 pessoas de público, num total de 90% de taxa de ocupação em espectáculos, o evento é uma referência incontornável no circuito de festivais de artes performativas.

 

3 | Programação

Em parceria com os Municípios de Alcanena e do Cartaxo, a Associação Materiais Diversos marca presença regular na região do Médio Tejo e Lezíria, através da programação de espetáculos de dança e teatro, projetos de serviço educativo e de um programa de residências artísticas e técnicas.

 

 

DIRECÇÃO ARTÍSTICA | Elisabete Paiva

Elisabete Paiva é Directora Artística da Materiais Diversos desde 2015.

Lecciona a disciplina de Programação Cultural – Cidade e Território (mestrado em Teatro/ Produção) e a disciplina de Públicos das Artes (licenciatura em Teatro/ Produção), na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa. Lecciona também o módulo de Estratégias de Programação, no curso de Gestão e Produção nas Artes Performativas, no Forum Dança, em Lisboa. É regularmente convidada para conferências sobre programação cultural e desenvolvimento de públicos.

Foi entre 2006 e 2014 responsável pelo Serviço Educativo d’A Oficina, em Guimarães, designadamente do Centro Cultural Vila Flor e do Centro Internacional das Artes José de Guimarães. Colocou nesta programação para públicos jovens a experiência artística ao centro de uma prática de questionamento sobre o mundo e sobre a relação entre o individual e o colectivo. Neste contexto criou e editou o LURA – jornal de artes e educação e concebeu o Programa Mais Dois – Programa de Aprendizagem em Artes Performativas para o 1º ciclo.

Criou e programou o Serviço Educativo de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura.

Enquanto produtora independente colaborou com o Teatro O Bando, o Teatro do Vestido, Pedro Sena Nunes e Luís Castro e, entre 2003 e 2005, com o CENTA – Centro de Estudos de Novas Tendências Artísticas, momento fundador da sua actividade actual. Neste contexto desenvolveu vários projectos artísticos com as comunidades locais, donde se destacam, por serem pioneiros, o Programa de Formação Artística Contínua para o 1º ciclo e o Projecto (R)Existir, com Filipa Francisco, um dos primeiros, a nível nacional, de formação e criação com reclusos.

Foi docente na Universidade Lusófona do Porto, no ano letivo 2011/12, responsável pelo módulo de Programação Cultural, na Pós-graduação em Gestão e Comunicação Cultural.

É Mestre em Estudos de Teatro, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, com a dissertação “Teatro para Crianças: do impulso de jogo ao desejo de ser espectador”, e licenciada em Teatro/ Produção pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa.