Marcelo Evelin

Marcelo Evelin

Marcelo Evelin

De repente fica tudo preto de gente (2012)

Matadouro (2010)

Marcelo Evelin nasceu no Piauí (Brasil), é coreógrafo, pesquisador e intérprete. Vive e trabalha entre Teresina e Amsterdão. Na Europa desde 1986, trabalha com dança tendo colaborado com artistas de variadas linguagens em projectos também envolvendo teatro físico, música, vídeo, instalação e ocupação de espaços específicos. É criador independente com sua Companhia Demolition Incorporada, criada em 1995, e ensina na Escola Superior de Mímica de Amsterdão-Holanda, onde também orienta estudantes em processos criativos. Orienta workshops e projectos colaborativos em vários países da Europa, Estados Unidos, África, Japão, América do Sul e Brasil, para onde retornou em 2006 e desde então vem actuando também como gestor e curador, tendo implantado em Teresina, o Núcleo do Dirceu (2006-2013), um colectivo de artistas independentes e plataforma de pesquisa e desenvolvimento para as Artes Performáticas Contemporâneas. Em Março de 2016 abriu em Teresina, juntamente com as gestoras culturais Sônia Sobral e Regina Veloso, o CAMPO, um novo espaço para se pensar, fazer e difundir arte e disciplinas afins, e, como parte dele, o estúdio Demolition Incorporada. Os seus espectáculos Matadouro (2010) e De Repente Fica Tudo Preto de Gente (2012) foram apresentados em mais de 18 países e continuam em circulação. A sua mais recente criação Batucada, um “acontecimento performático”, estreou em 2014 no Kunsten Festival des Arts em Bruxelas com 50 performers de 14 diferentes países, e desde então seguiu agenda em Frankfurt/Alemanha e diversos estados brasileiros.

CRIAÇÕES/COLABORAÇÕES

2014 | Batucada
2012 | De repente fica tudo preto de gente
2010 | Matadouro
2008 | I Figure – Escola Superior de Artes de Amsterdam
2008 | Cromwel – Núcleo do Dirceu
2007 | MONO
2007 | Palimpsesto – Núcleo do Dirceu
2006 a 2009 | Projeto Instantâneo – Núcleo do Dirceu
2006 | Bull Dancing
2005 | Loaded + Lus Van de Pligth
2005 | Luoghi de Solitudene + Alex Guerra
2004 | Sertão
2004 | Self Service + Atelier de Coreografos
2003 | Mijn Huis/Jouw Huis + Anne Karin ten Bosch
2002 | Sacre
2002 | Thuiskomen + Anne Karin ten Bosch
2001 | Co-Incidence
2000 | C.Q.D
2000 | Sitters
1999 | Alarma de Silencio