Cascas d’OvO

Cascas_headerpost

C  A  S  C  A  S    D’  O  v  O   |    L a n d e r   P a t r i c k  &  J o n a s  L o p e s 

Isto não é uma história de amor.

Isto não é uma história de amor é uma referência a René Magritte, no seu quadro Ceci n’est pas une pipe (1929). Tal como nesta obra a veracidade da ilustração entra em confronto directo com o seu título, também em Cascas d’OvO a representação quase platónica interpretada em palco entra em contradição com a sua descrição. Categoriza-se uma relação através da negação. Ao espectador é dado decidir entre o que vê e o que lê. Cascas d’OvO explora uma situação de comunicação não verbal. De olhos vendados, os performers executam uma coreografia baseada em movimentos precisos, ritmada, musical. O som dos corpos é o metrónomo. A iminência da falha comporta um risco real – a quebra de comunicação -, envolvendo público e intérpretes num mesmo desafio hipnótico: um virtuoso tiro no escuro.

Comunicação real num contexto surreal. + info website

Peça distinguida como Priority Company 2014 pela rede europeia Aerowaves.

 

N O T A   D E   I N T E N Ç Õ E S

Cascas d’OvO nasceu da necessidade de explorar uma comunicação telepática, sobre-humana, enquanto expoente máximo da conexão relacional de um casal. Procuro conscientemente não afunilar as possibilidades de interpretação do público. O objectivo da peça deve permanecer em aberto. Esta oferece, acima de tudo, a experiência real de uma nova dimensão do diálogo. Uma pausa do quotidiano frenético, que submerge o público no silêncio e na música de corpos que comunicam. Conforma um tempo, num espaço formal, onde se repensam as relações sociais e as suas formas de expressão: o teatro como microcosmos da sociedade. — Lander Patrick

 

 C R Í T I C A

“O encontro é surpreendente: um cumprimento, uma carícia, transformam-se num jogo de crianças, que levado ao extremo, conduz a uma proximidade íntima dos corpos. Um espectáculo permeado por uma leveza naïve provocando naturalmente o riso em alguns momentos.” — Sofia Soromenho (Mais Crítica) | 15 Junho 2013

“Uma das mais originais propostas apresentadas no Spring Forward 2014, Cascas d’OvO é um romance de estaladas felizes e estalar de dedos que pela proximidade abre caminho a um amplo universo. Com vendas sobre os olhos, Lander Patrick e Jonas Lopes (uma incrível dupla) começam por pisar cuidadosamente um coração de ovos vazios – um símbolo, talvez, da fertilidade frágil de qualquer relacionamento. A sua busca cega e sincronizada por um abraço apertado é conduzida através de movimentos pélvicos, jogos de pedra, papel ou tesoura, uma música (“Like a Virgin”) e uma pausa para cigarros. A mensagem subjacente desta história de amor frequentemente hilariante é um cintilante EU ESTOU OK / EU ESTOU KO, escrito sobre a pele. O encanto desta peça adquire ainda maior dimensão no surpreendentemente delicioso final, quando o palco é gradualmente invadido por uma dúzia de extras de todas as idades.” — Donald Hutera | 29 Abril 2014

+ críticas @ Aerowaves 2014

 

 

 

F I C H A   A R T Í S T I C A

Ideia original, Coreografia, Dramaturgia e Figurinos Lander Patrick
Interpretação Jonas Lopes & Lander Patrick
Desenho de luz Lander Patrick e Rui Daniel
Direcção Técnica Rui Daniel (substituição: Sílvia de Sá)
Consultoria artística Tomaz Simatovic
Co-produção Festival Materiais Diversos
Difusão Materiais Diversos 

 

C I R C U L A Ç Ã O

2015
TanzMainz, Mainz, Alemanha, 20-21 Março

2014
/ International Dance Theatres Festival – Lublin Dance Theatre, Lublin/Centre for Culture, Polónia, 10 de Novembro
/ Gender Bender Festival, Bologna, Itália, 30-31 Outubro
/ Yeah Yeah Yeah, Zurique, Suíça/Rote Fabrik, 30 Setembro-1 Outubro
/ Les Plateaux, Vitry-sur-Seine/La Briqueterie, França 27 Setembro
/ Latitudes Contemporaines, Lille/Le Garage, França, 14 Junho
/ Zürich Tanzt,  Zurique/Schiffbau, Suíça, 2 Maio
/ Aerowaves Spring Forward Festival, Umeå, Suécia, 27 Abril
/ 10 years of Lucky Trimmer – best of, Berlim, Alemanha, 5-6 Abril
/ Mostra Novíssimos Portugueses, São Paulo/SESC Belenzinho, Brasil, 30 de Março
/ ALT Festival, Vigo/Museu de Arte Contemporânea, Espanha, 15 Março

2013
/ Currency, Londres/The Place, UK, Novembro
/ Quintas de Leitura, Porto/Teatro do Campo Alegre, Portugal, Setembro (versão curta)
/ Festival Materiais Diversos, Torres Novas e Cartaxo, Portugal, Setembro ESTREIA
/ PT13, Montemor-o-Novo, Portugal, Maio ANTE-ESTREIA
/ Lucky Trimmer, Berlim/Sophiensaele, Alemanha, Abril (versão curta)

2012 (versão curta)
/ CRIATIVA-MENTE, Lisboa/Convento da Trindade, Portugal, Dezembro
/ Celebração, Lisboa/Ritz Club, Portugal, Novembro
/ “No Ballet” 7th International Choreography Competition, Ludwigshafen, Alemanha, Novembro PREMIADO
/ Palomart Festival, Nápoles, Itália, Julho
/ Lugar à Dança, Lisboa/Museu Nacional de Arte Antiga, Portugal, Julho

 

Galeria de Fotos