Ana Borralho + João Galante

Atlas

29.09
Teatro Virgínia/Torres Novas
21h30

-
+16  90min
performance

Atlas reúne em palco 100 pessoas de diferentes profissões, vindas dos concelhos de Alcanena e Torres Novas. Neste espectáculo, Ana Borralho & João Galante constroem um atlas da organização social humana, uma representação dos seres humanos através da função na sociedade em que se inserem.

Um dos motores desta peça são as ideias do artista plástico Joseph Beuys: “A revolução somos nós e cada homem um artista.” Uma revolução silenciosa. Uma obra motivada pela crença de que a arte deve desempenhar um papel activo na sociedade. Em palco, esta representação da sociedade vai-se expondo e adensando, ganhando uma voz que urge escutar.

-
Ana e João conheceram-se enquanto estudavam Artes Plásticas no AR.CO. Desde 2002 que trabalham em conjunto como criadores. Desenvolveram a sua pesquisa até um consistente e maduro corpo de trabalho; transpondo as fronteiras das artes visuais e performativas, questionando os comportamentos activos e passivos do ‘espectador’, e centrando-se na barreira/relação entre o observador e o trabalho. Organizam o festival de artes performativas Verão Azul, em Lagos.

 

Conceito e direcção artística Ana Borralho & João Galante
Luz Ana Borralho & João Galante
Aconselhamento luz Thomas Walgrave
Som Coolgate
Colaboração dramatúrgica Fernando Ribeiro, Rui Catalão
Colaboradores artísticos e coordenadores de grupos Catarina Gonçalves, Cátia Leitão (Alface), Marie Mignot, Tiago Gandra
Vídeo Helena Inverno, Verónica Castro
Fotografia Vasco Célio
Produção executiva Ana Borralho, Mónica Samões
Performers 100 pessoas de diferentes profissões
Produção casaBranca
Co-produção Maria Matos Teatro Municipal
Residências artísticas Atelier REAL, alkantara
Apoio Junta de Freguesia de Santos-o-Velho
casaBranca é uma asso­ciação financiada pela Secretaria de Estado da Cultura/DGArtes

 

+ info

 

Galeria de Fotos